Bio

Esconder Mostrar info

De clique em clique, Luringa se tornou a referência na fotografia nacional

Quando se pensa em música nem sempre o que conta é só o que nós ouvimos. Pelo menos para Lourenço Fabrino, a música é capaz de ser transformada em registros que vão ficar marcados para sempre. Por meio de suas imagens, o fotógrafo e videomaker Luringa ficou conhecido por toda uma geração há quase 10 anos, quando fez parte da efervescência de uma cena que marcou história na música nacional. Hoje, uma boa parte de seus 80 mil seguidores nas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram) é formada por pessoas que o acompanhavam anos atrás e hoje já formaram famílias, se profissionalizaram e cresceram. Mas esse público nunca vai se esquecer do trabalho feito por Luringa quando acompanhou e registrou bandas como o Dead Fish, Fresno, NX Zero, Gloria e Strike, marcando também presença nos maiores festivais de música do mundo, como o Festival Planeta Atlântida, GAS Festival, SXSW (EUA), SWU, Lollapalooza e Rock in Rio.

Do underground ao mainstream, Luringa fez o seu nome e hoje é considerado uma das maiores referências no ramo da fotografia.  Além de diversas capas de discos que ficarão eternizadas como “Revanche” , “Redenção” e “DVD 15 anos” (ambas da Fresno), ele atuou na direção de clipes como “Danse Macabre” , “Legado” e “Surreal”(Scalene), “A Arte De Fazer Inimigos”,”Horizontes” e “VPCPMC”(Gloria), “Eu Sei” (Fresno), “Até o Fim” e “Dogtownstyle”(Strike), entre outros. Clicou mais de 600 artistas de diversos gêneros musicais e também assinou a direção dos DVD’s da banda Gloria “[RE]nascido em Chamas” (2013) e do rapper Projota “Realizando Sonhos” (2012).

Mas todo seu trabalho não se limita apenas a bandas e artistas do ramo musical. Lourenço já trabalhou como fotógrafo em grandes empresas como na Rede Globo, no quadro “Olha A Minha Banda” (Caldeirão do Huck), Wella e Universal Music. Ele também se tornou referência em foto books para modelos e também ministra um workshop que já contou com mais de 2 mil inscritos em cerca de 50 edições, percorrendo mais de 10 capitais do país.

O Workshop Próximo Clique reúne amantes da fotografia para aprender de forma didática e descontraída os grandes truques do fotógrafo, que também se tornou pioneiro ao proporcionar a chance de seus fãs e admiradores aprenderem com ele em aulas particulares que com certeza trazem resultados melhores e mais satisfatórios do que qualquer outro curso teórico e cansativo por aí. Basta acessar seu Flickr, que tem uma média de 15 mil acessos diários, para saber sobre do que estamos falando.

Entre seus planos para um futuro próximo, está a criação de uma loja virtual com produtos e venda de fotos, e também o desejo da publicação de um foto livro e exposições com suas imagens. Em breve as fotos de shows, bandas e modelos clicadas pelo fotógrafo poderão ser adquiridas de forma impressa em grandes dimensões para recordação, o que será um grande privilégio aos admiradores de seu trabalho.

Luringa não para. Sua vontade é que cada vez mais as pessoas reconheçam seu trabalho, que nos últimos anos é uma constante cada vez mais crescente. O grande diferencial de Luringa vem do que ele mesmo costuma dizer em relação à sempre se expandir como artista e não fazer arte somente para ele. “Minha arte tem que ser para todos e digerida pelo maior número de pessoas”, afirma.  E é isso que o faz um profissional acessível que se entrega de corpo e alma aos seus trabalhos, seja para artistas e bandas que estão começando ou para os grandes rock stars.

Release por Crysthian Gonlçalves / Foto por Gustavo Vara